"2020 não é um ano de entretenimento, é um ano para experiência." Diz The Kraken Music - Foto: Ricardo Nunes

“2020 não é um ano de entretenimento, é um ano para experiência.” Diz The Kraken Music

Atrás do nome The Kraken Music, está a cantora e compositora brasileira que espalhou seus tentáculos pela Europa, Estados Unidos e até a Ásia. Com um background repleto de produções musicais e produtores renomados como produtor britânico Stuart Epps, que trabalhou com Elton John, Led Zeppelin, Oasis (…). A brasileira conta também com suas músicas no album de Hits, da Universal Music Italy, junto com grandes nomes da cena eletrônica mundial, músicas com Warner Brasil e Tours internacionais nos Estados Unidos em festivais e casas de show, incluindo cidades como Los Angeles, Scottsdale e Tampa.

Com uma ampla experiência na música e industria do entretenimento internacional, The Kraken nos contou sua percepção sobre este ano, onde tudo pareceu mudar.
“Nenhum ano dentro do entretenimento é igual, mas 2020 deixou a todos com um cenário inesperado, irreversível e obviamente, com novos desafios pela frente. Não é novidade todas as novas questões que temos que nos preocupar no dia a dia, mas quando falamos da arte, a forma com que as pessoas se sentiram impactadas esse ano, é o que muda as regras do jogo.

Vejo como irreversível pensar apenas numa diversão de entretenimento, porque os relacionamentos mudaram, a vida social mudou. Eu já tinha músicas, como a Moonlight (2019) que falavam sobre relacionamentos a distância, porque já era uma realidade que eu via na internet, porém não imaginava que se tornaria algo tão determinante em menos de um ano.

Desde 2019 já vinha percebendo a necessidade de aumentar o impacto da arte, algo que não fosse só para divertir e sim transformar, deixar as pessoas mais felizes. Porque havia iniciado um projeto de live streaming atraindo fãs de vários lugares no mundo. Em diferentes fuso horários, durante mais de 5 meses, assim pude entender o que eles esperavam.

Só não imaginava em 2020 iria criar uma rachadura tão grande que impediria o mercado normal do entretenimento de realizar shows e eventos. E mais o que isso, fazer com que as pessoas repensassem suas prioridades na hora de se divertir, pois os riscos eram maiores e as opções de lazer, completamente diferentes.

Não há como fazer música para dançar sem festa, seduzir a distância, mas há como fazer música sobre romance, há como fazer música dizendo que tudo vai ficar bem, há como fazer música que eleve o estado emocional das pessoas. Assim como grandes artistas no passado fizeram. Acho que é o momento da arte transformar e não apenas reproduzir.”

Você pode conferir os projetos e mais sobre a The Kraken Music no instagram oficial:
https://www.instagram.com/thekrakenmusic/

 

Foto: Ricardo Nunes

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do Buxixo