Biel é acusado de assédio e agressão

 

por Vladimir Alves

 

Após o término conturbado do relacionamento com Duda Castro, o nome do cantor Biel volta à berlinda. Novamente, o jovem é acusado de agressão e também assédio sexual, segundo o jornal Extra.

 

 

Três jovens relataram casos de ameaça, violência física e atentado ao pudor. Em depoimento ao jornal carioca, as moças relataram os momentos de tensão, vividos ao lado de Biel.

 

J, fotógrafa de São Paulo

Meu caso aconteceu num evento 24/05/2015, fui chamada para fotografar um evento na Barra Funda, em São Paulo. Tive acesso a uma pulseira vip. Fiz fotos de pessoas que estavam ali pra curtir. O primeiro show rolou, a pessoa me recebeu no camarim e foi tudo de boa. O segundo show era do MC Biel e ele não me deixou chegar perto dele. Ficou trancado no camarim com algumas pessoas. No finalzinho da noite, um rapper americano, que era a atração desse evento, entrou no palco, e logo depois o Biel entrou, pedi licença para o rapper para tirar uma foto e me empurrou, pedindo que me tirasse de perto dele. As pesoas que estavam ali embaixo assistindo riram de mim, me senti muito humilhada. Algo que não desejo pra ninguém. Não fiz o BO porque ele era famoso, eu estava começando minha carreira, e tinha medo da consequência que isso teria em cima de mim. Fiquei quieta e diante de tudo que vem acontecendo na mídia, é importante que nós mulheres nos apoiemos. A gente tem que se pronunciar. Porque não é justo! Tive um dano psicológico. Parei de trabalhar com fotografia porque me sentia incapaz. Se uma pessoa famosa me empusrrou porque não acredita no meu trabalho… Eu me senti muito mal, abalada. Eu perguntava por que fui tratada daquela forma”.




, sua vadia, sai da minha casa’. Eu fiquei superconstrangida. Eu esperei muito tempo para que acontecesse justiça. Como eu faria um BO? Ele era superfamoso. Quem iria acreditar em mim? Ele tem que estar preso!”.




G, modelo, de São Paulo

Eu conheci o Gabriel em 2016. Eu lembro que comentei dele com um amigo que o conhecia, que tinha achado bonitinho e sem eu saber esse amigo passou meu telefone pra ele. No começo, achei ele um menino legal, até participei de um clipe dele e num outro momento fomos pra uma balada, num camarote, todo mundo estava bebendo e de repente vejo ele sair do banheiro com uma menina e gritando aos quatro ventos que tinha transado com ela. Achei ele um babaca, mas pensei: ‘se a menina se submeteu a isso, problema é dela’. E tive a infeliz ideia de comentar com ele o que eu vi e ele não gostou do que eu disse. Simplesmente pegou um copo e arremessou em mim, desviei, só me molhou e o copo caiu no chão. Ele surtou e começou a dizer que ia me tirar da balada, só que eu conhecia as pessoas do lugar. Tentei acalmá-lo, ele tinha bebido muito. Fiquei com aquilo na cabeça, mas achei que era culpa da bebida. Até que em outra festa, estava tudo bem, a gente acabou indo pro apartamento dele, eu ele uma amiga e um amigo dele. E tinha mais alguma menina, eu acho. Ele estava bem. estava legal e acabei ficando com ele. Ele queria transar comigo e eu não queria. Ele tentou colocar à força minha cabeça na frente das partes íntimas dele e eu não quis, comecei a xingar e falei que ia embora: ele disse que eu não servia pra nada, me expulsou do quarto, minha bolsa ficou lá. eu nem tinha dinheiro para voltar para casa, eu nem sabia onde estava. Eu disse que só queria minha bolsa, ele começou a me xingar, abriu a porta, eu peguei a bolsa e ele fechou a porta na minha mão. Fiquei bem machucada. Estava em choque. Pensei em ir direto na polícia. Por outro lado pensei, quem vai acreditar em mim? Ele com visibilidade na mídia e eu uma ninguém. Tive medo do julgamento das pessoas e deixei quieto. Hoje, vendo um monte de meninas se queixando do Biel, só me confirma que ele é um psicopata, um doente. Ele me fez sentir um lixo”.