Dieta acelerou morte de Marcelo Rezende, abaloa médico

Luciana Gimenez reuniu especialistas no palco do “SuperPop”, na noite da última quarta-feira, na RedeTV!. O tratamento alternativo, seguido pelo jornalista Marcelo Rezende, foi pauta central da atração. O apresentador do “Cidade Alerta” morreu no mês passado, vítima de complicações de um câncer.

 

 

O uso da polêmica dieta cetogênica (pobre em carboidratos e rica em proteínas) e os tratamentos alternativos (defendidos pelo médico Dr. Lair Ribeiro) foram discutidos e avaliados pelos convidados.

 

Para o oncologista Felipe Ades, a quimioterapia poderia ter mantido Marcelo Rezende com condições clínicas estáveis e boa qualidade de vida, por pelo menos um ano. Ele critica a dieta cetogênica: “Não existe nenhuma evidência científica que prove que isso beneficie nenhum tipo de câncer”.