Ex-BBB desabafa: “Geladeira vazia, Maria da Penha e traições”

A ex-bbb Renata Dávila está passando por uma separação conturbada com seu ex-marido Humberto Pentagna Guimarães com quem tem uma filha, Alice, de três anos.

Em entrevista a revista Quem, Renata contou que está com a geladeira vazia e que os ex-marido não tem pagado a pensão alimentícia para a filha.

“Não vejo a hora desse pesadelo acabar, fechar esse ciclo e seguir minha vida em paz. Estou vivendo da ajuda da minha família e empréstimo de amigos porque ele não paga a pensão determinada pelo juiz desde dezembro. Por apenas três meses ele chegou a depositar um valor muito baixo, que não chega a 20% do valor mensal da pensão”.

Desde que decidiu expor o caso na mídia, há uma semana, Renata alega que nada mudou e a situação tem ficado, cada vez mais, crítica para ela e a criança. Além da falta de suporte financeiro, a ex-sister acusa Humberto de agressões verbais.
“Vivo no apartamento que morávamos juntos, aguardando o divórcio sair, ele pagar as pensões que deve para minha filha… Desde dezembro do ano passado o juiz determinou uma pensão, ou seja, estou aguardando há oito meses o pagamento, para que assim eu tenha condições de me mudar daqui. Quando separamos ele falou que conhecia vários juízes e desembargadores e que não adiantava eu brigar na justiça com ele que eu não ia ganhar nada”, contou Renata.

Além da falta de pensão a ex-bbb acusa Humberto de agressões verbais. Em um áudio que o site teve acesso Humberto diz : ““Nós vamos para a porrada. Não, porque você escolheu ir para a porrada. Eu conheço 12 juízes e desembargadores. Eu conheço essa cidade inteira! Eu mando nessa merda dessa cidade! A minha família manda. E os FDP falaram assim: ‘Essa mulher é uma escrota, uma mau caráter’. Então sabe o que vai ser agora? Você comprou briga comigo e vai pagar por isso. Eu quero ir para porrada, eu quero ir até a morte com você. Eu vou lutar até a última gota de sangue (…) Você vai achar um otário para pagar suas contas”.

Devido as ameaças Renata conseguiu uma medida protetiva baseada na lei Maria da Penha, para que o empresário nao se aproxime dela, já que Renata acusa Humberto de arrombar sua casa.

“Ele arrombou a porta com um chaveiro e entrou no apartamento que moro com minha filha. Como tenho uma medida protetiva desde dezembro de 2019, que o impede de se aproximar de mim, me fechei do lado de dentro do corredor da casa com minha filha nos braços, temendo pela minha integridade física. Minha mãe estava no apartamento e pedi para ela trancar o corredor para que ele não entrasse, e eu ficasse segura até a polícia chegar. Ele segurou o braço da minha mãe com força na tentativa de tomar a chave do corredor da mão dela, minha mãe assustada deu um grito, e, com isso, ele a soltou”.

A ex-bbb conta que o temperamento do ex-marido começou a mudar depois que eles se casaram e piorou depois de algumas traições por parte dele.

Depois que casamos, conheci quem ele realmente era. Sempre estressado, de mal humor, sem paciência comigo. O jeito que ele me tratava dentro de casa era humilhante, sempre me colocava para baixo, me diminuía, ou me ofendia de alguma forma. Eu fui perdendo forças, fui perdendo a minha identidade. Nunca me senti à vontade nem segura ao lado dele, morando com ele (…) descobri algumas traições, e tive suspeitas de outras. Tentei conversar com ele numa boa, para tentar resolver com diálogo, mas não obtive sucesso, pelo contrário, ele sempre me mandava calar a boca, entre outras atitudes agressivas comigo. Eu deixei esse assunto de lado e fechei meus olhos e a partir daí nosso relacionamento foi de mal a pior. Perdi totalmente o encanto pelo casamento, e fomos nos afastando cada vez mais”.

Procurado pela revista Quem, Humberto deu sua versão sobre o atraso da pensão alimentícia e negou as acusações de Renata.

“Muitas mentiras. Ridículo. Primeiramente, fui casado com ela apenas um ano e seis meses. Comprovo pela nossa certidão de casamento. A decisão da pensão ainda não foi decretada porque estamos discutindo na justiça. Por isso não sou obrigado a pagar. Não quero mais expor as coisas. Penso muito no futuro da minha filha. Quero resolver isso o mais breve possível. O que puder fazer por ela sempre farei. Sou um pai presente e atencioso. Nunca cometi nenhum tipo de violência. Tenho a vida absolutamente limpa e cristalina. Quero apenas que a Renata vá para outro imóvel, pois quero vender esse apartamento que fui muito infeliz e virar essa página”.

Siga e saiba mais em @vandiniz.obuxixo