Exclusivo! Rapaz pede DNA para ser reconhecido como filho do cantor Wando

Oito anos após a morte do cantor Wando, mais um episódio breca a finalização do inventário do artista.
O músico faleceu em 2012, em decorrência de complicações cardíacas. Wando não deixou testamento.
Por conta da ausência do documento, a família e outros agregados lutam, na justiça, na partilha de bens avaliados em R$ 10 milhões.
Além dos seis filhos (uma sétima filha não quis entrar na disputa), a irmã do cantor Graça Reis e o motorista têm valores a receber.
Uma das ex-namoradas do Wando, Renata, diz ter direito a 50% da herança, alegando união estável com o cantor. A família nega.
Nos últimos meses, no entanto, surgiu mais um possível herdeiro de Vanderlei Alves dos Reis, nome de batismo do cantor.
Um homem de 56 anos, pastor, de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, pediu DNA para ser reconhecido como filho de Wando.
A mãe do rapaz teria se envolvido com o então feirante Vanderlei e engravidou. Após a morte dela, em 2013, o filho foi avisado de que poderia ser filho do cantor famoso.
Com esse pedido, o inventário é paralisado novamente.
Wando deixou R$ 10 milhões de herança em automóveis e imóveis. As 17 mil calcinhas que recebeu de fãs também fazem parte do inventário.

Wando