Cenipa conclui relatório sobre morte de Gabriel Diniz

A FAB (Força Aérea Brasileira) e a Cenipa (Centro de Investigações e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) concluíram nesta quinta (29), o relatório que aponta a causa da queda do avião que matou o cantor sertanejo Gabriel Diniz e os pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias, em 27 de maio de 2019.

Segundo o relatório apenas Linaldo Xavier estava exercendo a função de piloto no momento do acidente e teria tomado atitudes consideradas erradas, não avaliando adequadamente os parâmetros para a operação da aeronave Piper Cherokee PT-KLO, com a decisão do prosseguimento do voo em condições meteorológicas desfavoráveis.

Cenipa
Cenipa

De acordo com a Cenipa os fatores que contribuíram para o acidente foram: atitude, condições meteorológicas adversas, indisciplina de voo, julgamento de pilotagem, planejamento de voo e processo decisório.

O documento aponta ainda que a aeronave não estava equipada com radar meteorológico e não era certificada para voar sob Regras de Voo por Instrumentos (IFR), sendo autorizada pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) operar sem Condições de Voo Visual.

Cenipa conclui relatório sobre morte de Gabriel Diniz
Cenipa conclui relatório sobre morte de Gabriel Diniz

Me siga em @vadiniz.obuxixo