Figura conhecida do “BBB” revela drama pessoal

 

por Vladimir Alves

 

Em todas as edições do “Big Brother Brasil”, o público é surpreendido por um acontecimento inusitado. Um, no entanto, marcou para sempre a história do reality show aqui no país.

 

 

Durante a saída do brother Harry no “BBB 3”, uma loira invadiu o palco da atração, tirou o vestido e correu em direção a Pedro Bial. Bem que a direção tentou cortar a cena, ao vivo, mas até  o eliminado riu da situação.

 

Para quem não lembra, tratava-se de Elaine Lima, que aproveitou a aglomeração na hora da eliminação, saiu da plateia do programa e ficou conhecida como a “peladona do ‘BBB'”.

 

 

Elaine aproveitou seus minutos de fama, posou nua para alguma publicações, fez participações em programas de televisão e até se lançou como funkeira.

 

Quinze anos após o ocorrido, a peladona continua na ativa, mas vive um drama pessoal. Na última semana, Elaine descobriu que tem uma doença incurável. “Descobri que tenho uma doença de família genética, sem cura, o resultado saiu no dia do meu aniversário”, contou a loira, com exclusividade, ao OBuxixo. “Agora é tentar viver o máximo. Começou a contagem para a minha morte”, desabafou.

 

Elaine foi diagnostica com a Doença de Huntington. Trata-se de uma condição hereditária em que as células nervoss do cérebro se rompem ao longo do tempo.”Tem um remédio americano que pode, talvez, me dar uma qualidade de vida melhor. Custa vinte e nove mil reais um frasco para trinta dias. Estou na justiça até ganhar. Acredito que já estarei morta [até sair a decisão judicial]. Teria que tomar para sempre. No Brasil não tem e não é liberado. Não tem remédio nenhum para a minha doença”, explicou. “Estou na luta e querendo viver. Quero muito que a esposa do novo Presidente da República saiba da minha condição. Ela disse que vai olhar e ajudar em tudo que puder pelas pessoas que têm doenças raras”, pediu a funkeira.