Geral

João Guilherme Fonseca fala da sua rotina na quarentena

João Guilherme Fonseca

Se, para os adultos, o isolamento social pode ser doloroso, para as crianças e pré-adolescentes, então, o dia a dia corre o risco de virar um pesadelo. Mas esse não é o caso de João Guilherme Fonseca, de 11 anos, o Harâ de Gênesis. É claro que o ator não vê a hora de retornar as gravações da novela bíblica da Record TV, e também poder rever seus amigos, mas ele garante que não está sofrendo por conta da quarentena. Tem muita aula on-line da escola, várias lives que ele vem assistindo dos mais diferentes assuntos e que somam para o seu aprendizado, inclusive na carreira. Ainda sobra tempo para falar com seus avós Emília e Antônio Fonseca, que estão em Arraial do Cabo,administrando a pousada Meu Guri, onde João adora passar os fins de semana. Mas, por conta da quarentena, já não foi mais possível estar juntinhos fisicamente. Então, as chamadas em vídeo, foram incluídas na agenda do ator.

O ator conta como tem conciliado seus compromissos escolares com seu lazer:

” Minha quarentena não está sendo nada entediante, parece até que estou fazendo mais coisas que antes. Tenho estudado normalmente, pelas aulas on-lines. Falo sempre com meus amigos da escola. Sinto falta de estar lá, claro! Mas, entendo que o isolamento é bem necessário. Converso muito com meus pais sobre o assunto. Tenho eles aqui, também mais presente! Minha mãe tem trabalhado Home-office. Estou adorando estar pertinho dela, nesses tempos. Sinto falta de sair, sim! De estar nas gravações, o que amo fazer. De ir ver meus avós, lá na pousada Meu Guri, em Arraial, claro! Sempre estávamos lá! Mas, para minha segurança e, principalmente, para protegê-los, temos que ficar um pouquinho longe agora. Para me matar essa saudade que tenho muito deles, eu os chamo por vídeo, todos os dias! Matamos a saudades, assim! Eles de lá, me mostrando tudo do dia-a-dia deles, o que fizeram e fazem. Me mostrando o mar, que sinto muito saudades, também!”

“Sei que isso tudo vai passar! Vai ficar a lembrança de dias de 2020, que vivemos mais dentro de casa, juntinho com nossos pais. Vivenciamos na prática, as palavras ” on-line”, isolamento, quarentena. Aprendemos a olhar o mundo de nossas varandas, nossas janelas. Paramos para admirar a vista de nossa casa. Nossa! Tudo isso, vai ficar muito marcado para sempre, em nossas vidas. Tivemos um domingo de páscoa bem diferente! Trocamos ovos virtuais! O Dia das Mães foi um almoço só entre a gente daqui de casa, tudo muito diferente.”

“Assim que a quarentena acabar, vou agradecer a Deus pelas oportunidades que aprendemos com isso, tudo! As lições! Triste pelas perdas nas famílias. Mas, vamos seguir em frente. Quero visitar meus avós! Quero entrar no Mar e, quero ir ao Clube com meus pais, também! Será tudo um novo diferente, para todo mundo!.”

 

João Guilherme Fonseca - Foto: Divulgação

João Guilherme Fonseca – Foto: Divulgação

 

To Top
%d blogueiros gostam disto: