Kurt Cobain é ressuscitado com inteligência artificial 

No início deste mês, mais precisamente no dia 05, completaram-se 27 anos desde a morte do cantor e compositor americano Kurt Cobain, o lendário vocalista da banda de rock Nirvana. E como forma de homenagem ao astro, a organização canadense Over the Bridge, que tem como foco promover ações musicais que incentivam a boa saúde mental, lançou uma música póstuma de Cobain. A faixa chamada de “Drowned in the Sun” foi totalmente produzida através de uma inteligência artificial (IA), sendo que esta música da lenda do rock faz parte do projeto “As Fitas do Clube dos 27” que celebra a carreira dos astros que morreram aos 27 anos. 

A melodia e a letra da música foram produzidas utilizando alguns programas digitais, dentre eles o Google Magenta, já a voz ficou por conta do músico Eric Hogan, que é um famoso cover de Cobain e vocalista  da banda Nevermind: The Ultimate Tribute To Nirvana. Segundo Sean O’Connor, membro do conselho de diretores da Over the Bridge, para criar a canção póstuma eles pegaram várias músicas dos artistas que fazem parte da organização, e as converteram em arquivos MIDI (Interface Digital de Instrumentos Musicais). Com esses arquivos em mãos, eles dividiram cada música em melodia vocal, solo e guitarra base, criando assim algo totalmente novo. No caso, eles inseriram vários desses arquivos MIDI para formar a música “Drowned in the Sun”. Além de Kurt Cobain, outros astros famosos também são homenageados no projeto da Over the Bridge, como Jimi Hendrix e Amy Winehouse, e produções como essas são um prato cheio para os fãs de uma boa música. 

A utilização da inteligência artificial em outros setores

Novidades sobre a tecnologia podem não ser seu tópico favorito, mas se você está um pouco atento às notícias já deve ter ouvido falar sobre a inteligência artificial. As IAs nada mais são que sistemas que tentam simular a inteligência humana e que vão além da programação comum, podendo até mesmo tomar decisões autônomas desde que tenham uma boa base de dados para isso. Dessa forma, essa tecnologia está constantemente aprendendo e se adaptando de acordo com o tipo de dado ao qual ela tem acesso. Com isso, cada vez mais as IAs estão se aproximando do comportamento humano, executando tarefas de forma quase natural – um exemplo foi letra e a melodia composta da música póstuma de Kurt Cobain.

As possibilidades que a inteligência artificial pode oferecer são diversas, principalmente a análise e processamento de dados – e diferentes tipos de indústrias de todo o mundo têm se aproveitado dessa tecnologia, dentre elas o mercado da jogatina online, que tem utilizado a novidade para garantir a idoneidade dos  jogos, assim como uma melhor eficiência de seus serviços. Um exemplo são plataformas como o cassino vera&john, que fazem uso da IA para garantir que seus usuários estejam tendo uma experiência satisfatória, assim como sugerir jogos que se encaixam melhor no seu perfil e determinadas promoções que podem agradar mais os jogadores.  

Enquanto isso, empresas como o Facebook, Instagram e Twitter utilizam a IA para reconhecer e remover conteúdos impróprios, em alguns casos até mesmo antes dele ser denunciado por algum usuário da rede social. Já o Google usa a ferramenta em diversos serviços que oferece, como no Gmail, que teve seu filtro por spam aprimorado. Posto isso, a inteligência artificial é uma tecnologia que tem se tornado cada vez mais transparente e sendo implementada no nosso dia-a-dia, seja no trabalho ou vida pessoal, geralmente melhorando as nossas capacidades cognitivas. A IA sem sombras de dúvidas pode nos ajudar a sermos mais produtivos ao nos liberar de tarefas repetitivas e monótonas, para que possamos utilizar toda nossa capacidade produtiva para criar e inovar.

%d blogueiros gostam disto: