Mansão de Agnaldo Timóteo no Rio de Janeiro é depredada e queimada por invasores

Após morte do cantor por complicações da Covid-19, família disputa herança na justiça

Em meio à disputa pela herança de Agnaldo Timóteo, vítima da Covid-19, invasores atearam fogo na mansão do cantor, localizada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Segundo informações preliminares, divulgadas em primeira mão pelo Cidade Alerta, da Record TV, nesta terça-feira (24), um casal teria pulado um muro para vandalizar a propriedade.

“Uma pessoa que está na casa, cuidando da manutenção do local, acordou com um barulho por volta das 2h. Ela foi ver o que estava acontecendo e viu esse casal ateando fogo. Apesar do susto, ela agiu rapidamente e conseguiu apagar as chamas”, relatou o repórter Bernardo Armani durante a participação no programa de Luiz Bacci.

As informações foram confirmadas pela filha do cantor, Keyty Evelyn. Ao Notícias da TV, a jovem, de 14 anos, confirmou o ataque e explicou que os suspeitos atearam fogo na placa de venda da casa.

Esse não é o primeiro ataque à residência, que já teve os vidros quebrados. Familiares suspeitam que os ataques tenham sido motivados pela distribuição da herança, avaliada em R$ 16 milhões.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal

%d blogueiros gostam disto: