“Senta aí, macaca”, ouviu Sabrina Paiva em “A Fazenda”. Record TV tomou atitude. Saiba tudo!

Cinegrafista foi demitido sumariamente, informa Record TV

Sabrina Paiva

Olhar de tristeza de Sabrina Paiva após o ocorrido

Momentos antes de iniciar a Prova do Fazendeiro, Sabrina Paiva viveu um clima de apreensão. Durante bate-papo na sede de “A Fazenda”, ela revela ter ouvido uma frase racista, vinda da área técnica do confinamento.

‘Senta aí, macaco’, diz alguém da produção (confira no vídeo abaixo).

Ao pegar água na cozinha, a Miss ouviu a ofensa. “Eu acho que aquilo foi para mim, de verdade. Eu era a única que estava tomando água. Estava todo mundo sentado, aí eu ouvi alguém dizer: ‘Senta aí, macaco’ e um palavrão”, declarou Sabrina.

“Ele falou sim, senta aí logo, macaco”, atestou Hariany. “Juro, no vidro. Eu não estou surda”, concluiu Paiva.

Mesmo após o ocorrido, Sabrina conseguiu vencer a Prova do Fazendeiro. Com semblante triste, a participante venceu a disputa contra Andréa Nóbrega e Thayse Teixeira.

“Nós assessores da Sabrina Paiva vamos entrar em contato com a produção do programa e vamos EXIGIR esclarecimentos. Não vamos nos calar, pela Sabrina e por todos que sofrem qualquer tipo de preconceito racial. CHEGA!! SABRINA MERECE RESPEITO”, informou a equipe da jovem participante.

View this post on Instagram

Momento em que a Miss Sabrina Paiva revela ter ouvido a frase “senta aí, macaca”, vinda da área técnica de #AFazenda. Record TV demitiu operador que a ofendeu com frase racista.

A post shared by Vladimir Alves (@vladimiralves) on

Em nota oficial, a Record TV esclarece o ocorrido. Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente. A Record TV repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito. Como se trata de ofensa racial, será informado à participante Sabrina Paiva que a ela será dado o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim quiser e no momento que desejar. A Record TV e a produtora Teleimage lamentam o fato e não admitem que algo dessa natureza aconteça em suas produções”, informa o comunicado.